Sep 30

Foi ontem lançada uma nova campanha, Campanha Alimentação Saudável «A equipa dos sabores». Direccionada paras as crianças europeias em idade escolar, tem como principal lema: “Come, bebe, mexe-te” . A Comissão Europeia lançou também um sítio Web interactivo, concursos e outros eventos tendo em mente um grande objectivo – mudar os hábitos alimentares das crianças. Para ajudar a fazer passar a mensagem, a campanha contará com o apoio da campeã de ténis belga Justine Henin e do recordista do Guinness, de 8 anos de idade, Rosolino Cannio , que complementa as tres exposições itinerantes, que vão percorrer 7 paises europeus.
A comissária responsável aponta o dedo ao óbvio: «Quando olhamos à nossa volta e vemos o número de crianças com excesso de peso, é óbvio que temos de agir já».
A Comissária da UE responsável pela Saúde, Androulla Vassiliou, declarou: «A Campanha Alimentação Saudável é um complemento aos nossos esforços para reduzir a obesidade infantil na Europa no âmbito da estratégia da UE em matéria de nutrição, actividade física e saúde. É da maior importância que todas as políticas da UE contribuam para os esforços destinados a reforçar e apoiar ambientes mais saudáveis para todos os cidadãos».
A campanha será desenvolvida ao mesmo tempo que o programa: “Frutas e leite na escola”, outro porgrama iniciados pela UE, para criar hábitos de alimentação saudáveis nas escolas. A Campanha Alimentação Saudável leva directamente até às escolas a mensagem: Come, bebe e mexe-te! Ao longo de oito semanas, as exposições itinerantes viajarão pela Bélgica, França, Reino Unido, Irlanda, Estónia, Lituânia e Polónia. Cada exposição visitará duas escolas por dia. No total, as actividades sob o tema da alimentação saudável chegarão a 18 000 crianças em 180 escolas. A mensagem a transmitir é: Come bem, porque é fixe estar em forma .

Jun 19

Nasceu o PASSE, – Programa Alimentação Saudável em Saúde Escolar –, que ontem levou cerca de 300 meninos, de oito e nove anos, à Quinta da Bonjóia, no Porto para aprenderem formas de tornar a sua alimentação mais saudável.

Este programa abrangeu durante todo o ano cerca de quatro mil alunos do Primeiro Ciclo de toda a região Norte. “A ideia é começar a trabalhar com as crianças, dizer–lhes o que devem ou não comer, ajudá-las a compreender a publicidade e como podem substituir alimentos por outros mais saudáveis”, disse uma das promotoras do PASSE, Ângela Salette.

Com recurso a jogos e a divertimentos, os miudos aprendem a comer. PERFEITO.

Jun 5
Parlamento Europeu e Obesidade Infantil
posted by: admin in Geral on 06 5th, 2009 | | 1 Comment »

Numa altura de eleições já ouvi muitas vezes que não sabem o que o Parlamento Europeu faz nas nossas vida e apesar de não me meter em politicas, vou apenas e só mostrar uma medida que o Parlamento Europeu tomou, e que claro está na luta contra a obesidade infantil:

– A obesidade infantil foi alvo da intervenção do PE que, num relatório, fez várias recomendações, como proibição da venda nas escolas de alimentos e bebidas com elevado teor de gordura, sal ou açúcar, distribuição de fruta nas escolas, IVA inferior a 5% para frutas e legumes e restrições à publicidade de alimentos não saudáveis.

May 22

May 15
Uma carta polémica
posted by: admin in Doenças on 05 15th, 2009 | | No Comments »
A obesidade infantil está a ficar de tal modo preocupante que os governos de alguns países criaram programas para acabar com os actuais problemas de saúde das crianças e prevenir doenças no futuro. Mas no Reino Unido umas destas acções  parte do National Child Measurement Programme, que pesa e mede crianças entre 4 e 5 anos e 10 e 11 anos durante o ano lectivo, causou polémica.
A mãe de uma criança de 5 anos, recebeu uma carta de um entidade governamental , que a informava que o seu filho estava a cima do peso , que assim senso corria o risco de no futuro desenvolver problemas cardíacos, diabete, cancro e hipertensão, as doenças típicas de obesos. Até aqui nada de polémico, a polémica é o peso do miúdos, tem apenas 450 gramas acima do peso para a sua idade de acordo com a tabela de referencia . “Isso deixou-me Furiosa”, afirmou a mãe. É uma carta ridícula. Tudo o que alguns pais irão ler é: Cancro, Peso excessivo. Michala a mãe, afirmou ainda que não contou ao filho o conteúdo da carta com medo que ele desenvolvesse algum transtorno alimentar por culpa dessa avaliação!
May 8
Sera o meu filho obeso?
posted by: admin in Geral on 05 8th, 2009 | | No Comments »

Para saber se o seu filho é obeso ou não, deverá determinar o índice de massa corporal, o IMC.

Para o determinar poderá utilizar uma calculadora de IMC, ou Verifique o peso e a estatura que se encontra no seu boletim de saúde infantil, multiplique a estatura pela estatura em metros e anote. Depois divida o peso em quilogramas pelo resultado da multiplicação. Para obter o gráfico onde poderá comparar o IMC do seu filho com o da população em geral, procure o site do Centers of Disease Control.

May 5
Colesterol alto nas crianças
posted by: admin in Notícia on 05 5th, 2009 | | No Comments »


O colesterol alto , é uma enfermidade passível de aparecer em todas as idades, embora a generalidade das pessoas associe o colesterol a pessoas mais velhas.

O colesterol é uma alto factor de risco para as crianças. Um estudo, diz-nos que crianças com colesterol alto, podem ter problemas cardio vasculares dez antes  do a  média normal. Se tem um historial de colesterol  na família, este factor deve ser controlado

a partir  dos 2 anos.

A incidencia de colesterol, nas crianças vai aumentando ao mesmo ritmo que  a obesidade infantil, Nos EUA, 15 % da população entre os 6 e 19 anos e considerada obesa.

As elevadas concentrações de colesterol durante a infância e adolescência se perpetuam ao longo do tempo, e estão associadas a um maior risco de doenças cardiovasculares na vida adulta.

Uma avaliação também é recomendada para crianças com histórico familiar desconhecido ou crianças com os seguintes factores de risco:excesso de , obesidade, hipertensão arterial, diabetes mellitus e tabagismo.

Os pais devem equilibrar  a alimentação dos filhos, com muita fibra, frutas, verduras e legumes, e aumentar a actividade física diária da criança, além de mantê-las longe do tabaco!

Apr 17

Em jeito de resposta a um dos leitores , vou publicar uma artigo que se baseia num estudo feito em Espanha e mais tarde repetido em Portugal.
Em primeiro lugar vou repetir o que sempre digo: É a diferença entre o “input” e o “output” energético que faz as pessoas que ganham peso , ou seja estão a ingerir mais calorias do que precisam.

Um projecto de investigação realizado em Espanha (2004) pela Universidade Complutense (Departamento de Nutrição) mostra que a ingestão média diária de energia da população adulta daquele país é de 2134 Kcal e evidencia que a contribuição calórica dos refrigerantes para essa dieta é de 1,2%.

Em Portugal, estudos realizados, embora não representem uma amostra da totalidade da população, mostram idênticos resultados. O relatório sumário do estudo feito pela Faculdade de Medicina do Porto (2006), com o apoio da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica – ASAE, mostra que a ingestão calórica média da população abrangida é de 2190 Kcal (dia) , observando que a ingestão de refrigerantes, sumos de frutos e néctares é de cerca de 75 ml (média dia), o que representa um aporte calórico de 27 Kcal/dia, ou seja, 1,2% da dieta calórica da população adulta do Porto * .

Como as causas da obesidade infantil ficamos com a  ideia que os refrigerantes são prejudicais à dietas, principalmente porque podiam ser substituídos por batidos, ou mesmo um copo de leite.
Mas como principal ideia fica a conclusão de que sim fazem mal, mas o mais importante é gastar as calorias que ingerimos.

Mar 27
Consolas , para fazer actividade física
posted by: admin in Geral on 03 27th, 2009 | | No Comments »

É impossível negar que as consolas entraram nas nossas vidas, e já não atingem só as crianças. Os próprios adultos, estão completamente loucos com este divertimentos.

Mas isso não quer dizer que tenha sempre consolas do tipo estático. Li em emagrecer tv , que as consolas com jogos do tipo activo podem aumentar o gasto de calorias de um tal modo que até se tornam benéficas.Umas das consolas de que se fala é a Xavix que não conheço, não acredito que deva ser muito diferente do wii, consola da Nintendo, que na minha opinião é muito interessante para estimular as crianças a se mexerem , principalmente nos dias de chuva ou frios.

De certeza que as calorias gastas num jogo de ténis da wii, não sãs as mesmas do que num jogo de ténis real, mas é certamente muito melhor do que ver televisão. Então se atendermos à qualidade da Tv portuguesa….

Mar 6

O mais normal é citarem-se estudos fora de território de nacional, mas hoje falo de um feito na universidade  Porto.

A investigadora na FMUP e responsável , classifica a alimentação das crianças como “francamente desequilibrada”.  Uma das coisas que mais me choca, é a publicidade , que tem nas crianças um alvo fácil de cativar , na opinião da Pediatra: É “necessário”  criar uma lei que limite o tempo da publicidade quando a publicidade se refere ou tem como alvo  os  mais jovens.

Índice de Massa Corporal

Para saber se se é obeso  recomenda-se o uso do Índice de Massa Corporal (IMC), isto é, a relação entre o peso (Kg) e a altura ao quadrado (m2). Uma criança com idade superior a 2 anos é considerada obesa quando o seu IMC é igual ou superior ao percentil 95.

Tem-se vindo a asssitir na população mundial em geral a um aumento de peso e que começa cada vez mais cedo.

Os “culpado são vários e já há muito que estão refenrenciados: a falta de exercício físico, uma alimentação pobre em fibras, excesso de ingestão de alimentos açucarados e uma vida sedentária são os principais factores que fomentam a obesidade infantil. Carla Rego defende, no entanto, que alimentação da mulher antes e durante a gravidez “é determinante  no peso do bebé e no desenvolvimento obesidade na sua vida futura”.

Os riscos que estão associados à  obesidade infantil, são mais que muitos, como por exemplo a diabetes e têm de ser os pais os primeiros a terem isso em conta.

As  pessoas começarem a interiorizar que “não é bom ter excesso de peso” a pediatra afirma que ainda “não há uma plenitude do assumir das consequências que advêm desta doença”.

« Previous Entries